terça-feira, agosto 20, 2013
3


A entrevista de hoje foi feita com uma banda que vai completar 25 anos de estrada, levando muita música de qualidade com amor, poesia, atitude e positividade "Aos ouvidos dos sensíveis de coração" na maioridade musical, com vocês! A banda Catedral.  Entre & Vista sem moderações, isto é positive!

1 - Catedral chega a maior idade musical, aos 25 anos re-lançando o M.I.M pela Sony music, o que podemos esperar nesta nova fase da banda?  

Kim Catedral - Não existe uma nova fase mas sim uma continuidade do nosso trabalho que sempre foi muito coerente! Estamos como sempre motivados e prontos para fazermos o melhor em termos musicais para o nosso público! Em relação a Sony distribuir o CD M.I.M para todo Brasil para nós é uma honra muito grande! Marcou positivamente a nossa entrada nessa grande gravadora e estamos felizes com isso! Trabalhar mais uma vez com o Mauricio Soares depois de duas passagens vitoriosas no passado, também é um privilégio!



2 - As letras da banda discorrem sobre amor, fé, relacionamentos e politica tudo isso de maneira poética e muitas vezes voraz e contundente beirando à um rebeldia juvenil mas de maneira totalmente consciente, existe uma inquietação presente na maioria de suas composições, existe uma metafísica nas letras, de onde vem as inspirações?

Kim Catedral - Sempre é muito complicado explicar a questão da inspiração, pois ela na verdade É Divina em todo o sentido de ser! Com relação às temáticas usadas é mais um diferencial da Banda que sempre ousou na sua postura com muita coragem de se expressar e de ser verdadeira independente de como o mercado se expressava... A Banda Catedral sempre foi legitima naquilo que ela se propôs! Acho que isso conta muito emtermos artísticos! Não nadamos conforme a maré... Temos uma linha, uma crença, um objetivo, uma ideologia! Isso não tem preço!


3 - Catedral rompeu barreiras antes intransponíveis em questões de mercado musical, quebrando a dicotomia entre o considerado gospel e secular, sagrado e profano que teve seu ponto alto com o álbum "Para todo mundo". lançado pela Warner em 2000. Em 1989 você Kim diz no show em um praça em Nilópolis - RJ a seguinte frase:"Nós vamos entrar no mercado popular,aguardem..." e 12 anos depois a banda tinha música nas principais rádios de pop-rock do Brasil figurando sempre no top 10 da antiga rádio cidade e fazendo o famoso estudio ao vivo transamérica, sem contar os clipes vinculados na MTV e as indicações ao VMB e a premiações do canal Multishow. A banda sempre soube aonde queria ir, mas muitos supostos defensores do evangelho "Gospel" disseram que o Catedral "cuspiu no prato que comeu" será que estes nunca entenderam a proposta da banda?

Kim Catedral - Acho que tudo sempre foi uma questão de visão e posicionamento! Sabíamos que estávamos fazendo a coisa certa quando “desrotulamos” a nossa música e entramos fortes no mercado popular! Nunca negamos a nossa fé nessa trajetória! Em momento algum! Mas era preciso na época {99/2000} ter essa atitude inteligente para conquistar novos espaços! A Banda Catedral conseguiu fazer sucesso em dois mercados musicais e isso foi fato inédito até então, ainda mais dentro do pop/rock! Uma Banda com origem no gospel sendo a mais votada da MTV Brasil em 2001, numa época áurea do canal, com indicações a 3 VMBs, com indicação ao Prêmio Multishow, com primeiros lugares em vários rádios do segmento em todo o Brasil, participações em grandes festivais como o Ceará Music {2 vezes no palco principal}, enfim fizemos o primeiro “Crossover legitimo” em termos musicais e de carreira! Coisa que hoje em dia alguns estão tentando e querendo fazer como se fosse algo inédito... Ai não... “A Cesar o que é de Cesar! A Catedral o que é da Catedral”!


4 - Uma parte da chamada mídia gospel, atacou de varias formas a banda na época, causando danos pessoais e profissionais, causas que levaram a banda a entrar na justiça. Em noticias recentes divulgadas em grandes sites diziam que vocês ganharam a causa e foram indenizados. A justiça então foi feita?

Kim Catedral - Ganhamos sim, mas ainda não fomos indenizados! Mas esperamos que isso seja resolvido o mais rápido possível! Na verdade financeiramente nunca seremos “totalmente recompensados”, pois o que perdemos nesses 12 anos é irrecuperável! Mas essa vitória com V maiúsculo, além do fator financeiro que virá de certa forma émuito mais valiosa no aspecto moral! Ganhamos a nossa dignidade de volta! Quem não for cego verá que nunca falamos nada daquilo! A Justiça nos deu ganho de causa! A verdade era nossa! Fomos injustiçados de uma forma maldosa e até inexplicável, mas já passou! Vencemos! Estamos de pé, com sucesso e mais uma vez em uma grande gravadora! O nosso curriculum artístico fala pela gente!


5 - Voltando ao campo musical; Cada dia mais cresce o numero de artistas cristãos que rejeitam rótulos e apostam em um novo tempo onde as letras das músicas são trabalhadas afim de que ela não se restrinja a mercados ou a guetos, bandascomo Rosa de Saron e Palavrantiga (Som livre) também Tanlan, Resgate, Marcela Taís (Sony Music) tem se destacado em meio a esta nova safra que reconhece o potencial da arte e mostram para todos os públicos um som de qualidade com letras relevantes, como vocês tem visto este novo movimento?

Kim Catedral - É um novo movimento que esta tentando ou querendo fazer o que a gente fez em 99/2000! Pode ser com uma nomenclatura diferente, mas no fundo o anseio é o mesmo! A liberdade artística independente da religião pessoal! A Banda Catedral sempre foi à frente do seu tempo! Digo isso na boa, sem qualquer bazófia, mas apenas como uma constatação que tenho dia após dia, pois contra fatos não há argumentos... Ouvi uma música da Marcela Tais e gostei muito... Já tocamos com o Rosa algumas vezes e vejo que é uma banda que tem qualidades...

6 - Kim, sei que este é um assunto batido, mas ainda continuam dizendo por aí que voce imita o Renato russo e que viram vocês no programa do Jô?

Kim Catedral - Esse lance que alguns poucos ainda teimam em dizer que imito o Renato já beira a questão da ridicularidade! Nem falo mais e nem ligo pra isso! Nunca tive essa intenção, até porque nãopreciso, pois voz e técnica vocal modéstia a parte eu tenho de sobra... Quero também deixar claro que sempre respeitei o trabalho dele como compositor e letrista! É muito bom! Com relação ao programa do Jô é lastimoso que ainda existam pessoas que acreditam nessa baboseira inventada! Nunca fizemos tal programa! Nunca houve tal entrevista! É uma das mentiras {senão a maior} mais bem inventadas de todos os tempos em termos de mercado fonográfico gospel!



7 - Por falar em Renato russo, este ano algumas emissoras de tv fizeram tributos a Legião urbana, mas nas redes sociais o impacto foi terrivel junto aos fãs, pois todos diziam que nenhum dos tributos realmente honraram a memória do lider da Legião, e que em geral os vocalistas escolhidos para o tributo foram muito ruins, mas vi que em alguns videos no you tube vários fãs da Legião diziam que a homenagem mais digna seria na voz do vocalista Kim da banda Catedral. Diante disso eu pergunto você já pensou ou pensa em regravar algo da Legião urbana? 
 

Kim Catedral - Já tive convites, mas nunca ponderei nisso de uma forma mais consistente! Acho que ele tem muitas músicas belas, positivas e que seria legal serem regravadas de uma forma com qualidade vocal, como ele fazia... Fico até feliz por lembrarem do meu nome, mas tenho a minha carreira e os meus objetivos, Não penso nisso no momento...

8 - Sabemos que o cenário do Rock nacional não anda bem em questão de qualidade, ainda no final dos anos 80 conseguíamos ouvir uma variedade de sons e trabalhos interessantes, mas hoje o que podemos chamar de um bom rock nacional, você consegue citar uma banda, uma coisa interessante que ouviu nos últimos tempos? Ou realmente vivemos "Tempos de caos" no rock nacional?

Kim Catedral - São tempos de caos mesmo! Não tem jeito! As bandas ainda são as mesmas dos anos 80 e tecnicamente falando o “ao vivo” é um grande problema pra muitas delas! Não vou nem falar das bandas novas em termos de rock nacional, pois é desnecessário... Prefiro enfatizar que vejo hoje no gospel bandas tecnicamente melhores que as do mercado popular!Falta ainda a questão de uma melhor qualidade das musicas, mas são melhores em termos de músicos/instrumentistas e de desempenhos no palco!


9 - O que faz uma banda completar 25 anos na estrada falando sobre as mesmas coisas, o que motiva esta jornada? Depois de altos e baixos, de ter "apertado o botão do elevador" qual o sentido?

Kim Catedral - O sentido é ser um plano de Deus! Deus É Soberano para nós da Catedral e enquanto Ele quiser vamos seguindo com garra e força, contra tudo e contra todos! Sempre sendo coerentes e tendo como motivação e compromisso a nossa liberdade artística e a qualidade e o conteúdo das nossas músicas para toda a juventude pensante desse País!


10 - Agradeço a banda Catedral por esta entrevista e a ao Mauricio Soares diretor da Sony pelo crédito, e viva a musica do bem, relevante e positiva!

Kim Catedral - Nós que agradecemos pelo espaço! Valeu de coração! E lembrem-se: Deus É maior! Sempre!

3 comentários:

Elaine Pontes disse...

Ainda bem que existe a Banda Catedral, pois o que seria dos nossos ouvidos e dos nossos corações em meio as musicas que temos atualmente... Catedral sempre...

Elaine Pontes disse...

Ainda bem que existe a Banda Catedral, pois o que seria dos nossos ouvidos e dos nossos corações em meio as musicas que temos atualmente... Catedral sempre...

Elaine Pontes disse...

Ainda bem que existe a Banda Catedral, pois o que seria dos nossos ouvidos e dos nossos corações em meio as musicas que temos atualmente... Catedral sempre...